A Xiaomi oficializou hoje seu mais novo flagship Redmi Pro, sendo esta a primeira vez que tal linha ultrapassa o nicho intermediário e recebe um modelo considerado de alta gama. O aparelho conta com um design bastante interessante, tendo seu corpo construído em metal com uma textura que lembra aço escovado na parte traseira. Vale notar que temos uma grande semelhança com produtos da HTC, porém isto vem se tornando cada vez mais comum com o passar dos anos à medida que se torna mais difícil inovar visualmente.redmi-pro-5-720x405

Um ponto que chama a atenção logo de cara é a presença de duas câmera em sua parte traseira, demonstrando assim que a Xiaomi decidiu seguir a tendência iniciada há algum tempo e que pelo visto será adotada até mesmo pela Apple em seu suposto iPhone Pro. Segundo revelado pela chinesa, o conjunto com sensores de 13 e 5 megapixels é capaz de gerar imagens “no nível de uma DSLR” no que diz respeito ao efeito de desfoque, gerando assim uma sensação de profundidade acima da média para um smartphone.redmi-pro-3-720x405

Em sua parte frontal é possível vermos que a Xiaomi continua apostando em uma grande quantidade de bordas acima e abaixo do display, algo parcialmente justificado pela presença de um botão home com leitor de impressões digitais, porém que certamente poderia ser melhor aproveitado para que o Redmi Pro tivesse dimensões mais compactas. Por último, mas não menos importante, devemos destacar sua enorme tela OLED de 5,5 polegadas, que de acordo com a companhia é a melhor já utilizada em um modelo da linha Redmi.redmi-pro-2-720x405

Especificações técnicas

O fato do dispositivo ser anunciado como “o melhor Redmi já feito” nos dá uma boa ideia do quanto a Xiaomi trabalhou em seu novo produto, buscando aliar um design diferenciado com especificações bastante potentes e preço razoável. Antes de mais nada, devemos destacar que o aparelho será vendido em três versões, sendo a mais básica com chipset MediaTek Helio-X20 enquanto as outras duas possuem o Helio-X25, ligeiramente mais potente.

De uma forma geral, o Redmi Pro pode ser encontrado com as seguintes características:

  • Tela OLED de 5,5 polegadas com resolução Full HD (1080 x 1920 pixels)
  • Chipset MediaTek Helio-X20 64-bit Deca-Core com clock máximo em 2,3 GHz ou MediaTek Helio-X25 64-bit Deca-Core com clock máximo em 2,5GHz
  • GPU ARM Mali-T880 MP4 (780 MHz ou 850 MHz)
  • 3 GB ou 4 GB de RAM
  • 32 GB, 64 GB ou 128 GB de espaço para armazenamento interno, expansível via cartão microSD (slot híbrido com segundo SIM)
  • Câmera principal com sensores de 13 e 5 megapixels e flash dual-LED
  • Câmera frontal de 5 megapixels com lentes grande-angulares
  • Leitor de impressões digitais no botão home
  • Dual-SIM
  • Compatível com redes 4G LTE
  • USB Type-C
  • Disponível em prata, dourado e cinza espacial
  • Dimensões de 151.5 x 76.2 x 8.15 mm
  • Peso de 174 gramas
  • Bateria de 4.050 mAh
  • Android 6.0.1 Marshmallow com interface MIUI 8

Preço e disponibilidade

Assim como é o mais potente, o Redmi Pro também é o modelo mais caro já lançado para sua linha, porém ainda não chega sequer próximo ao que é cobrado por flagships de outras companhias. A versão mais básica do aparelho vem com Helio-X20, 3GB de RAM e 32GB de armazenamento por aproximadamente 225, enquanto outra ligeiramente mais potente com Helio-X25, 3GB de RAM e 64GB de armazenamento custará algo em torno de US$ 255. Já o Redmi Pro em sua variante com maior poder de fogo será encontrado por US$ 300, contando com Helio-X25, 4GB de RAM e 128GB de armazenamento interno.redmi-note-4-720x405

As vendas serão iniciadas na China no próximo dia 8 de agosto, não havendo informações sobre sua comercialização internacional.