Esta ameaça não é recente, mas agora voltou em força.

Numa primeira variante este vírus explorava uma vulnerabilidade do reprodutor de vídeos do Android e fazia chegar o conteúdo maléfico via video MMS. Agora aproveita-se de falha similar em ficheiros mp3 e mp4.

Basta ser enviado um ficheiro de áudio com código malicioso oculto, que o áudio preview do Android faz o resto. Prevê o conteúdo, que está programado para aceder a determinada página web com o ficheiro afetado.

Screenshot_2015-10-03-16-14-21Para nos proteger é aconselhável desativar a descarga automática de MMS e imagens em apps como o Hangouts, Messaging e WhatsApp. Evitem também aceitar conteúdo multimedia de origens desconhecidas. Podem ver na imagem ao lado como fazê-lo na app de Messaging, por exemplo.

 

A Google já está a trabalhar num update, previsto para este mês. Este é considerado até ao momento a mais perigosa ameaça no Android.

De forma a saberem se o vosso equipamento está afetado podem executar uma das seguintes app´s:

stage

 

Por isso, aguardemos pelos updates da Google e fabricantes de smartphones e sigam as recomendações acima para protegerem os vossos smartphones.