Depois da oficialização do Snapdragon 835, a Qualcomm tem desenvolvido em sigilo o “irmão mais pequeno”  para o segmento mobile – conhecido apenas como Snapdragon 660, e pensado para o mercado intermediário.

Esta edição supostamente apareceu num leak em novembro do último ano, construído com tecnologia de 14 nanômetros FinFET, o que é semelhante ao SD820 e 821, contudo, tem oito núcleos Kryo de primeira geração com clock máximo de 2,2 GHz, munido ainda de um GPU Adreno 512 e modem X10.

Actualmente pouco de sabe a respeito do chipset, além de que o mesmo pode estar presente no Xiaomi Mi Max 2 que será anunciado em maio deste ano, mas claro, até o momento nada foi confirmado em definitivo pelas respectivas marcas responsáveis.

Um novo rumor na plataforma social Weibo, da China, ganhou destaque com base na provável pontuação do Snapdragon 660 em benchmark – teste que avalia o desempenho dos dispositivos – com duas fotografias de um protótipo alimentado pelo próximo SoC da Qualcomm.

 

Apontuação de 105.576, de facto, é impressionante para um dispositivo deste porte no nicho de média gama, visto que o aparelho conseguiu aparecer na 25ª posição do ranking abaixo dos flagships da Samsung e Apple com especificações bastante superiores.

Nos restantes testes, o aparelho em questão registou 30.827 para 3D, 35.700 na UX, 31.982 para o CPU e 7.067 para a RAM, o que resulta numa performance bem competitiva.

Está informação não teve qualquer confirmação oficial por parte da Qualcomm.