Durante as próximas semanas iremos trazer até todos vós, um pouco daquilo que é a história do Sistema Operativo Android, desde as primeiras builds até aos dias de hoje. Esta rubrica fará uma abordagem aos 10 anos de História do sistema operativo móvel mais usado em todo o mundo, e vai ser aumentada sempre que se justifique. Vai ter como base documental a recolha feita por Ron Amadeo, traduzindo, acrescentado e opinando e excelente trabalho que por ele foi feito.

Gostaríamos de contar convosco neste trajecto! Acompanhando os artigos semanais, comentando, discutindo e dando também a vossa opinião.

Hoje vamos começar com uma pequena introdução, sendo que os próximos “episódios” se irão debruçar sobre cada uma das builds apresentadas pela Google. Vamos lá então!

history-of-android-1-800x536

Introdução

O Android existe, de uma forma ou de outra, há cerca de 10 anos. Durante esse tempo, o desenvolvimento sistema sofreu mudanças enormes, com um ciclo de desenvolvimento muito rápido, nunca visto até hoje. Quando a Google decidiu entrar na guerra dos smartphones, tomou atitudes rápidas, criando um ciclo de updates baseados na rede e aplicando-o ao seu sistema operativo. Os resultados têm sido aquilo que todos nós conhecemos… Um melhoramento continuo.

Ultimamente os ciclos de desenvolvimento de novas versões tem sido de cerca de 6 meses, mas mesmo assim é mais lento do que já foi no passado. No primeiro ano da existência comercial do Android, a Google lançava uma nova versão a cada dois meses e meio.

Primeira aparição comercial do Android by Google, em Novembro de 2007

Olhando para o passado, a história do Android é um pouco dispersa. Actualmente é um sistema operativo GIGANTE. Alguns biliões de dispositivos já foram vendidos, e mais de um milhão e meio de novos produtos são activados diariamente—mas como é que a Google conseguiu chegar até aqui?

Com este nível de sucesso era de esperar que existissem muitas resenhas de como a Google conseguiu tal feito. No entanto elas não existem. O Android não era muito popular nos primeiros tempos e, até ao Android 4.0, os screenshots apenas podiam ser feitos com os developer kits. Estes factores são os culpados de não conseguirmos encontrar muitas imagens das versões mais antigas.001_small

O problema actual é que o Android simplesmente está a morrer. Enquanto que sistemas como o Windows 1.0 vão existir para sempre—basta pegar numcomputador e instalar—o Android pode ser considerado o primeiro sistema operativo baseado na cloud. Muitas funções estão fortemente dependentes dos servidores da Google para funcionar. Com cada vez menos utilizadores das versões mais antigas do Android, esses servidores começam a ser desligados. E quando esses servidores são desligados, as funções que dependem deles simplesmente deixam de funcionar—a aplicação crasha ou simplesmente se recusa a iniciar.android-versions-history

Graças a este “dissipar da nuvem” uma retrospectiva ao Android não será possível daqui a alguns anos. As versões antigas do Android estarão vazias, simplesmente não vão funcionar sem o suporte da rede. Enquanto que tudo isto +e muito simples de perceber como uma pequena analogia, a realidade é que tudo está a acontecer neste momento. Enquanto lêem este artigo, centenas de aplicações deixaram de funcionar porque alguns servidores foram desligados. Os utilizadores das versões mais antigas do Google Maps e do Android Market, por exemplo, já não são capazes de comunicar com a Google!8

Para prevenir que a cruzada do Android se perca nos anais da história, foi criado este documento. Aqui vão ser referidas as quase 30 versões do Android, uma infinidade deequipamentos, e muitos screenshots do nosso tão amado Sistema Operativo. Esta é a “História do Android“, desde o seu inicio até aos dias de hoje. 

Continua…