A HMD está realmente a trabalhar a sério no que diz respeito ao regresso da Nokia ao mercado dos smartphones. Isso é o que indicam as informações do CEO Arto Nummela, que que fazia parte da equipa original da Nokia em 1994 e foi vice-presidente do grupo Microsoft Mobile Devices Sales na Ásia, Médio Oriente e África. Ele está novamente no comando da HMD e anunciou planos que deverão abranger todo o planeta.

Como todos sabem, a Nokia está neste momento sob a chancela da HMD e tem parecerias com a própria Google.

Nummela teve vários cargos na marca, como criador de produtos, portefólio e gestão de negócios para vendas e marketing durante toda a ascensão da Nokia no marcado dos smartphones. Curiosamente, ele alega que nunca viu na sua vida reacções tão entusiasmadas de parceiros comerciais e retalho para a estreia comercial global da HMD. Por “global”, ele quer dizer especificamente que não há “mercado selectivo” para lançamentos.id201894_1

Em vez disso, os portefólio dos próximos smartphones Nokia serão criados de forma semelhante e muito agressiva “desde o início”, com a “disponibilidade e organização espalhadas por todo o planeta, de modo a iniciar os negócios globalmente desde os primeiros dias”.

No que diz respeito aos preços, Numella também confirmou à imprensa indiana que em 2017 os smartphones Nokia cobrirão uma “ampla gama de categorias de preço”, não querendo “excluir qualquer segmento de consumo”. Podemos disto concluir que teremos dispositivos de entrada, intermediários e topo de gama já no próximo ano.