Muitos são os mitos sobre a bateria do nosso smartphone. Hoje trago-vos cinco deles.

Desde o surgimento dos novos smartphones e por consequência o aparecimento de novas baterias, que muitas dúvidas tem aparecido em diversos fóruns, pois existem ainda muitos utilizadores que acreditam em mitos

Mitos são isso mesmo… Não passam de mitos e como tal vou dar uma breve explicação sobre aqueles que vejo serem mais recorrentes.

Devemos descarregar a bateria completamente para depois a voltar a carregar?

Não necessariamente… As baterias antigas (níquel) eram menos eficientes do que as actuais (lítio). Elas iam perdendo a sua capacidade inicial a cada ciclo de carga, por isso era indicado que descarregasse a bateria totalmente e só depois voltar a recarrega-la. As baterias actuais não sofrem desse problema e hoje contam com uma forma completamente diferente de contar os ciclos de carga. Um ciclo de carga hoje é completo quando a bateria descarrega 100%, isso quer dizer que não precisas do o fazer necessariamente numa carga, isto quer dizer que se a bateria for carregada 100% e durante o dia gastares 75%, à noite podes voltar a carregar por completo e só no dia seguinte, quando for gasto 25% é que foi completado um ciclo de carga.

Apesar de não ser necessário chegar a 0% para voltar a carregar, muitos fabricante sugerem “calibrar” a bateria e descarrega-la por completo a cada três meses, para o sistema ser mais exacto na determinação da capacidade.

Carregar a bateria durante toda a noite danifica?

Mais uma vez… Não necessariamente. Isto acontecia com as baterias antigas, porque não deixavam dissipar o calor. Hoje com os novos smartphones isso já foi pensado e não acontece, apenas que use uma capa e assim possa influenciar o processo. Uma bateria de lítion exposta a 37ºC durante um ano perde cerca de 40% da sua capacidade, quando exposta a cerca de 23ºC perder apenas 20%.

Terminar aplicações faz poupar bateria?

As aplicações de um smartphone não funcionam da mesma forma que num computador. Quando deixamos uma aplicação aberta no smartphone, ela fica “inativa”, e deste modo o sistema já não a usa, fazendo assim que não consuma bateria. Já para as fechar ou remover, é necessário utilizar bateria, pois ao fechar retiramos a aplicação da memória e assim quando precisarmos de a abrir novamente, vamos gastar mais bateria.

Só devemos usar carregadores originais?

Os fabricantes recomendam sempre que não uses qualquer outro tipo de carregador que não seja o original para carregar o teu dispositivo. No entanto existem carregadores de baixo custo que devem ser evitados devido à má construção, mas existem carregadores de marcas brancas que funcionam perfeitamente como os originais. Tenha apenas em atenção que o tempo de carga pode variar com outro tipo de carregador.

Desactivar o Bluetooth, Wi-Fi e GPS economiza bateria?

Wi-Fi e Bluetooth por norma, costumavam gastar bastante bateria, mas actualmente, usam tão pouca que nem vale a pena desligá-los. Já o GPS usa um pouco mais, por isso, certifica-te apenas que não tens nenhuma aplicação a usar a tua localização sem que seja realmente necessária.

E tu, ainda costumas estar atento a estes mitos?