Não durou muito tempo o reinado da Oppo no território chinês. A Canalys acaba de divulgar o relatório trimestral de vendas de smartphones na China, e a Huawei ocupa novamente o lugar mais alto do pódio, com um total de 21 milhões de unidades vendidas entre janeiro e março de 2017, cerca de 18% de fatia do mercado.

A Oppo segue em segundo, colada na liderança, com 20 milhões, enquanto a Vivo é a terceira, com 17 milhões. Curiosamente, as duas pertencem à mesma companhia, a BBK Electronics, juntamente com a OnePlus, que não aparece no relatório.

Juntas, as três líderes já dominam mais de 50% do mercado chinês. E são seguidas pela Apple, no quarto posto, com o sinal de alerta devido à queda no número de utilizadores iOS no país, e a Xiaomi, que sofre uma queda vertiginosa depois de ocupar o terceiro lugar há um ano.

De acordo com o relatório da Canalys, a Xiaomi sofre com a forte presença da Honor, subsidiária da Huawei, nas vendas online, por um lado, e com os investimentos em marketing da Oppo e Vivo. A fabricante dos smartphones Mi e Redmi vendeu um total de 9 milhões de unidades no período analisado.

Ainda segundo a companhia de análise de mercado, os consumidores chineses compraram um total de 114 milhões de smartphones nos três primeiros meses de 2017. Segundo o analista Lucio Chen, apesar do crescimento de 9% no setor, há sinais de que o mercado chinês começa a se consolidar.

As três fabricantes líderes estão se afastando da concorrência, com mais de 50% das vendas pela primeira vez neste trimestre. No trimestre correspondente um ano atrás, a Huawei liderava com a Vivo em segundo, e a Oppo era quarta, somando 42% juntas.