Um novo marco no desenvolvimento tecnológico, a Doogee foiba primeira a desenvolver o processo de fabrico NCL

A inovação científica e tecnológica influência cada vez mais o consumo. Recentemente, a Doogee desenvolveu o processo NCL, que dá uma textura metalizada a material policarbonato. Este processo deve ser usado em larga escala num futuro próximo.

Os fabricantes de smartphones têm apostado, sobretudo, no hardware, deixando para trás os restantes materiais que compõem um smartphone. Nós últimos anos têm havido bastante diversificação, mas nada de muito inovador. Tem mudado de policarbonato, para ligas de alumínio, fibra de carbono, vidro e até cerâmica.

No entanto, continuam a explorar novos produtos.

O mais usado, o policarbonato, tem o domínio, pois oferece a sua plasticidade, resistência ao impacto, alguma flexibilidade e a possibilidade de poder ter diversas cores. Baixa interferência com as antenas e a sua leveza também ajudam a que seja o material mais usado.

Há, no entanto,alguns contras… A sua graça resistência ao uso e a falta de textura.

De forma a combater isso, a Doogee desenvolveu um novo processo de fabrico do policarbonato, o NCL. Este processo, faz com que o policarbonato adquira uma maior resistência e um textura semelhante ao metal, melhorando a aderência e toque.

Para além de melhorar a resistência do policarbonato, este processo faz com que continue com baixa interferencia no sinal.

A plasticidade continua lá, pelo que será mais fácil produzir smartphones mais resistentes (numa altura em que o boom dos ecrãs curvos está aí á porta).

A Doogee deve apresentar alguns produtos com este novo tipo de policarbonato ainda este ano. Ficaremos a aguardar por mais novidade.