Dados da Apple mostram cada vez maior migração do Android

0
166


Isto dos números têm destas coisas e desta vez… Deixou-me de boca aberta ao inicio, mas depois…

Segundo a Apple, dos 48 MILHOES de unidades dos novos iPhones, 30% foram para migrantes do Android. Não parece lógico de inicio e (para mim, acérrimo defensor do Android) parece quase contra-natura, mas bem vistas as coisas… QUASE que compreendo…

android-vs-iPhone-4SA verdade é que a marca da “maçã ratada” tem evoluído imenso e feito algumas das mudanças que eram o apanágio do Android, como ecrãs maiores, maior abertura do sistema, etc. Mas só por aí não vejo grandes motivos para a migração.

Há de facto alguns factores que me parecem mais plausíveis:

Em primeiro lugar a maior abertura a partilha de dados entre aplicações e a melhor organização e configuração dos mesmos que adveio do iOS8.

Ainda maior é o factor da multiplicidade da oferta do Android. Ponto a favor se formos utilizadores mais ou menos informados, mas muito negativo para novos utilizadores que entram agora no mercado e querem um smartphone. Basta uma pequena pesquisa nas lojas online (para facilitar a visualização dos mesmos) por um smartphone minimamente actual ( octa core, 3/4gb de ram, ecran de 5’/5,5′, boa bateria (3800/4000mh) para sermos inundados com um (quase) sem numero de possibilidades. Sim, claro que podemos ir à procura de um smartphone quase customizado à nossa medida e encontra-lo no lado Android, mas o facto é que isso será possível depois de uma bela e exaustiva busca e comparação entre a miríade de equipamentos disponíveis. E o facto é que a oferta limitada, mas muito bem definida da Apple joga a favor, se pensarmos nos novos utilizadores que não se querem dar ao trabalho de fazer a tal pesquisa.

droidvappleA juntar a isto tudo, a falta de suporte de um grande número de marcas, quer em termos de assistência, quer em termos de atualizações, que são pontos de sobremaneira importantes para qualquer ” ‘Droider ” que se preze, são perfeitamente colmatados nos Apple. Quando sai uma atualização de sistema, é para todos e de uma forma rápida e simples. E isto faz com que, dado a esta uniformização de sistema, as aplicações cheguem mais cedo aos Apple.

Além de tudo isto, já nem sequer podemos usar o argumento de preço. Um topo de gama hoje  em dia chega muito perto dos valores (e ultrapassa em certos casos) de um novo iPhone. Claro que já há propostas da gama media/alta muito apelativas a uma fração desse valor (à espera de ver reviews independentes ao Elephone Vowney, por exemplo), mas voltamos, nessa perspetiva, a ser inundados de oferta.

Resta ver qual a resposta da Google (em termos de sistema) e das próprias marcas a esta nova postura de mercado da Apple. As novas propostas de écrans dobráveis, como no Project Valley da Samsung parece uma excelente aposta, mas sem uma uniformização base do Android por parte da Google, prevê-se difícil a batalha contra a migração.

Eu por mim, ainda vou resistindo e ficando do lado de cá da barricada, mas cada vez mais, em boa consciência, tenho de conceder pontos. A ver vamos se assim ficarei.