O Chuwi HiBook original é um tablet 2em1 bastante interessante,  que oferece algumas características premium, como o corpo em metal, dualboot com Windows 10/Android 5.1 ou o interessante teclado magnético e a nova HiPen. Usando apenas o Cherry Trail Atom-X5 Z8300, mantém um preço razoável entre os $180-$200 dólares.

Um dos pontos fracos apontados pelos compradores era ter “apenas” resolução FullHD (1920×1200 pixeis) no seu ecrã de 10.1 polegadas. Os amantes das “altas resoluções” podem ficar mais descansados agora, uma vez que a Chuwi lançou uma versão melhorada, o Chuwi HiBook Pro, e a resolução passou para 2560×1600, o que significa 298 PPI.

HiBook Pro 2As restantes especificações como os 4 GB deRAM, 64 GB de armazenamento e o USB Type-C mantêm-se intocados, o único ajuste é apenas na bateria, já que passou de 6600mAh para 8000mAh.

Características:

1. 10.1 polegadas 2560 x 1600 2K de resolução, 16:10 com 298 PPI.
2. OGS full lamination. (Entre o LCD e o touch existe uma distância de apenas 0,7mm, tornando a imagem mais clara e definida, com um angulo de visão de 178°).
3. Tecnologia de carregamento rápido 3A e bateria de 8000mAh, pode ser carregado na totalidade em menos de 3 horas, com um tempo de utilização de 6 a 8 horas.
4. Intel Atom Cherry Trail x5 Z8300.
5. USB Type-C port, câmeras de 2MP/5MP, 4GB DDR3L RAM/64GB eMMC ROM.
6. Windows 10 e Android 5.1 dual boot.
7. Aluminum full metal body, 8.5mm de espessura e peso de apenas 550g. 
HiBook Pro 3

Para já, o Chuwi HiBook Pro está apenas disponível nos canais de distribuição chineses, com um preço a rondar os $183 dólares, e é de esperar um preço ligeiramente mais elevado para os distribuidores internacionais, qualquer coisa entre os 230-240$. Será que o aumento da resolução justifica o aumento de preço? Bem, com o aumento da bateria, se a duração do tempo de utilização se mantiver igual, na nossa opinião, vale a pena ter um pouco mais de resolução!