O primeiro Motorola Moto G não era apenas mais um smartphone. Foi aquele em que mudou o paradigma de que era necessária uma pequena fortuna para ter um smartphone de “marca”. É verdade que não era um topo-de-gama, mas era confiável e a um preço decente – aquilo que milhões de utilizadores andavam à procura.

Ontem testemunhamos a apresentação da quarta geração dos telefones Moto G. Sim, dissemos telefones, porque no “Moto event” de Nova Deli foram apresentados dois novos Moto G (na verdade são 3, com o Moto G4 Play a ser apresentado mais tarde) o Moto G4 e o G4 Plus.

Moto-G4-Moto-Maker-01Design

No exterior, o Moto G4 e o Moto G4 Plus parecem o mesmo. Sãomoto-side finos e com um anel metálico em volta da câmera traseira, o logo Moto e uma traseira texturizada para maior aderência. Uma coisa, no entanto, diferencia os dois modelos, no Plus existe um leitor de impressões digitais abaixo do ecrã. É capaz de desbloquear o ecrã em apenas 3/4 de segundo, o que é relativamente rápido.

O preto e branco são as cores principais da quarta geração do Moto G, mas serão disponibilizadas mais quando a opção de personalização MotoMaker estiver disponível. O Moto G4 Play não vai fazer parte das opções de personalização. Tem ainda uma protecção contra salpicos mas, submergir debaixo de àgua não será, talvez uma boa ideia.

Display

O ecrã dos novos Moto G4 e Plus medem 5.5 polegadas (5 no Play)l, o que os torna maiores que os antecessores. A resolução também aumentou, sendo agora de 1080 por 1920 pixeis, resultando numa maior densidade de PPI para imagens mais definidas. As versões anteriores tinham uma resolução de apenas 720×1280. Existe ainda uma camada de Gorilla Glass 3 para proteger tudo.

moto-g4-plus-design-middleHardware

O processador é um octa-core, a 1.5GHz Snapdragon 617, emparelhado com um GPU Adreno 405. Nada mau para o preço prometido. A bateria tem uns razoáveis 3000mAh com capacidades TurboPower. Segundo os dados oficiais, consegue 6 horas de utilização com apenas 15 minutos de carga.
moto-g4-plus-features
O Moto G4 Plus vai estar disponível em duas versões – uma com 2GB RAM e 16GB ROM, e outra com 3GB RAM e 32GB de armazenamento. Naturalmente a segunda versão é mais cara, mas vale a pena na nossa opinião. Vão ter suporte para microSD, o que é sempre uma mais-valia. Quanto á conectividade, vão ter suporte VoLTE, serão vendidos desbloqueados e terá ainda uma versão dual-sim.

Câmera

Uma grande parte do evento foi dedicado à câmera dos novos G4 – 16MP com laser e phase-detection autofocus. De facto, pode estar aqui uma das melhores câmeras deste segmento de mercado. É baseada num sensor OmniVision. As selfies ficam a cargo de uma câmera de 5MP e poderemos usar o ecrã como “flash”.camera-side-moto-g4-plus

Em relação ao software da câmera, existem opções como o HDR automático e o Best Shot, que escolhe a melhor de uma série de fotos. Os utilizadores avançados odem tirar partido dos controlos manuais.

Software

Falando de  software, o Moto G4 vai oferecer uma experiência próxima do Android de origem, sem a maioria dos programas que servem apenas para tornar os aparelhos mais lentos. No entanto, algumas optimizações vão estar presentes, como no caso da câmera, que falamos anteriormente.

moto-g4-plus-experiencePreço e data de lançamento

Onde e quanto vai custar um destes? Bem, isso depende. A Índia vai ser o primeiro país a receber a nova gama Moto G4. O telefone vais custar 202$ na versão 2GB RAM + 16GB, enquanto que a versão 3GB RAM + 32GB irá rondar os 225$. Já a versão G4 Play vai rondar os 150$.