Essa é a primeira vez que um aparelho da Xiaomi é o mais vendido entre as fabricantes que usam Android como sistema operativo nos seus smartphones,  e mostra que o público está a confiar cada vez mais na Xiaomi – mesmo sendo uma empresa chinesa, algo que era motivo de desconfiança no passado.

 

O Redmi 5A obteve 1,8% do mercado de smartphones, sendo o aparelho com Android mais vendido do mundo. Entretanto, ao incluirmos smartphones no geral o cenário muda e o Redmi 5A cai para a terceira posição, ficando atrás de dois dispositivos da Apple – o iPhone X, em primeiro lugar com 3,5% do mercado e o iPhone 8 Plus, em segundo lugar com 2,3% do mercado.

Vale destacar que os novos topo de gama da Samsung aparecem na lista. Ambos empatam com 1,6% do mercado cada. Entretanto, como não estavam disponíveis para compra em muitos países no começo de março, é possível que esse número fosse ainda maior caso a Samsung tivesse lançado ambos mais cedo.

Xiaomi na Europa
Xiaomi na Europa

Outro ponto que merece destaque é a atuação da Xiaomi na Europa. A empresa começou a vender smartphones em alguns países do continente velho, como a Espanha. Por lá, a Xiaomi já ocupa a terceira posição entre as empresas que mais vendem smartphones, respondendo por 14,1% do mercado.

Perde apenas para a Huawe, em segundo lugar com 23%, e Samsung, em primeiro lugar com 23,9%. Mas está na frente da Apple, que ocupa a quarta posição com 12,9% do mercado de smartphones.

Xiaomi no Brasil

Há alguns anos a Xiaomi tentou expandir seu mercado e para isso fez do Brasil o primeiro país depois da China a receber oficialmente os smartphones da companhia. Entretanto, o público brasileiro não ficou impressionado com a empresa, o que resultou em vendas abaixo do esperado.

Algum tempo depois a Xiaomi resolveu anunciar que interromperia as suas atividades no Brasil por tempo indeterminado e desde então não há qualquer informação que indique a vontade da marca companhia de voltar a vender smartphones no Brasil. Por conta disso, tudo o que resta para os fãs brasileiros da Xiaomi é apelar para a importação para comprar os smartphones da marca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here