Com o Redmi Note 5 Pro, a Xiaomi anunciou o primeiro smartphone do mundo com o Snapdragon 636, uma espécie de variante e meio termo entre o 660 (usado no Mi Note 3) e o 630 (usado no Zenfone 4), que também está a ser usado noutros modelos da Asus, como o Zenfone 5 e Zenfone Max Pro M1.

Pelos vistos, a Xiaomi gostou de ser a primeira a lançar produtos com os novos Qualcomm.

Isso porque foi encontrado no Geekbench um teste de benchmark de um dispositivo chamado Xiaomi Valentino, com um processador Qualcomm Snapdragon 638, com uma pontuação realmente interessante, mostrando ser uma evolução do Snapdragon 636.

 

Analisando o teste, vemos o processador sdm638, com oito núcleos de clock base na casa dos 1.4 GHz e que o “valentino” terá 6 GB de RAM, um valor bastante elevado para um aparelho intermediário. Com isso, o dispositivo alcançou a interessante pontuação de 1485 no single-core e 5440 no multi-core, colocando-se entre o Snapdragon 636 (cerca de 1338/4864) e o Snapdragon 660 (aproximadamente 1636/5902), como esperado.

Até ao momento, nenhuma outra informação sobre este chipset foi divulgado, que parece ter pontuação single-core maior do que o Snapdragon 650 e menor do que o Snapdragon 820. Baseando-se nessas informações, é possível que tenha uma GPU Adreno 509 ou Adreno 512. Lembramos que a Qualcomm anunciou na MWC a nova família 700 de processadores, mas que ainda não tem nenhum membro até ao momento.

Quanto ao Valentino, este também é seu primeiro vislumbre na internet, portanto não há nenhum outro dado, restando aguardar por um movimento da Xiaomi nesse sentido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here